Friday, 21 September, 2018

Quase 36 mil alagoanos precisam regularizar título eleitoral

Prazo para o recadastramento biométrico no TRE encerra nessa quarta-feira Prazo para o recadastramento biométrico no TRE encerra nessa quarta-feira
Melissa Porter | 13 May, 2018, 01:50

O prazo para regularização do titulo de eleitor pra quem ficou mais de três eleições sem votar ou justificar a ausência, e para novos títulos termina nesta quarta-feira (9), ultimo dia para regularizar a situação. O primeiro turno acontece em 7 de outubro e o segundo turno, se houver, no dia 28 do mesmo mês. Dos 80.058 eleitores que tiveram o título de eleitor cancelado por não comparecerem à revisão eleitoral, apenas 6.272 haviam buscado buscado até o início deste mês a regularização.

A Constituição Federal estabelece que o comparecimento nas eleições é obrigatório para todos os brasileiros com mais de 18 anos. A mudança exige somente que a pessoa faça o pedido no cartório eleitoral declarando o nome com o qual deve ser identificada. O voto é obrigatório para os cidadãos alfabetizados maiores de 18 anos e menores de 70 anos. Basta preencher o nome completo e a data de nascimento diretamente na área reservada para esse fim no portal do TSE, na aba "Serviços ao Eleitor".

O eleitor que precisa tirar o título, alterar dados pessoais ou fazer sua transferência de município deverá comparecer ao Cartório Eleitoral até 9 de maio.

Neste ano, segundo a chefe do Cartório de Capinzal: 37ª Zona Eleitoral, Graciela Ramos, a procura por atendimentos no cartório de Capinzal é maior que nos anos anteriores. Depois, deve comparecer à Justiça Eleitoral com os documentos e solicitar seu título. Travestis e transexuais podem incluir o nome social no título de eleitor e no caderno de votação das eleições desde o dia 3 de abril.

Até a data de 9 de maio, também é possível indicar se o eleitor tem deficiência ou mobilidade reduzida de forma que necessitará de atendimento especial no dia.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cerca de1,9 milhão de eleitores estavam em situação irregular em maio do ano passado. Ou seja, possuem um título de outro estado, mas residem no DF e pretendem votar nas urnas brasilienses.

Para quem já fez o cadastro biométrico, a versão digital do título de eleitor virá com a foto.